NA CORRIDA PELA VACINA DO CORONAVÍRUS, PRECISAMOS IR COM TUDO. TUDO, MESMO.

NA CORRIDA PELA VACINA DO CORONAVÍRUS, PRECISAMOS IR COM TUDO. TUDO, MESMO.

By Edson Agatti
May 21, 2020 10:48
0 Comments
clocks vaccine



Por Susan Athey, Michael Kremer, Christopher Snyder e Alex Tabarrok

O vírus Covid-19 já matou mais de 200.000 pessoas, tem sobrecarregado os sistemas de saúde e confinado bilhões de pessoas em suas casas. Diversos setores da economia mundial estão paralisados.

Estamos desesperados por uma vacina, pesquisas nesta direção estão sendo realizados no mundo todo. No entanto, o desafio que enfrentamos foi subestimado. As vacinas geralmente levam 10 anos para serem disponibilizadas. Queremos uma nova vacina o mais rápido possível, e cada mês importa.

O fato é que, desde os estágios iniciais de desenvolvimento, a maioria das vacinas falham. Não podemos falhar, por isso precisamos planejar para ter sucesso. Para fazer isso, precisamos pensar e investir da maneira mais ambiciosa possível – e isso significa realizar um compromisso adiantado de compra [em inglês Advance Market Commitment (A.M.C.)] da vacina Covid.

O modelo A.M.C. foi proposto inicialmente nos anos 2000. E em 2007, o compromisso adiantado de compra do pneumococo garantiu as vendas dos fabricantes de vacinas a um preço fixo em troca de uma vacina eficaz. Isso levou ao desenvolvimento e distribuição de centenas de milhões de doses de vacina bem sucedidas e salvou cerca de 700.000 vidas.

Hoje, o governo dos EUA poderia ir com tudo e criar um A.M.C. para vacina da Covid-19, e garantir gastar cerca de $ 70 bilhões em novas vacinas – o suficiente para fazer investimentos diretos para apoiar a instalação da capacidade ou reaproveitar a capacidade e pagar, digamos, $ 100 por pessoa pelos primeiros 300 milhões de pessoas vacinadas.

Um investimento desse tamanho pode antecipar e superar vários desafios típicos do desenvolvimento de vacinas. Se queremos atingir 90% de probabilidade de sucesso, devemos levar em consideração as taxas históricas de sucesso com os dados disponíveis publicamente; e os dados sugerem que precisamos buscar ativamente não dois ou três candidatos de vacina, mas 15 a 20.

Não queremos uma situação em que tenha uma vacina em funcionamento, mas pouca capacidade de fabricação. Do ponto de vista econômico, faria sentido ter capacidade instalada o suficiente para que todos nos EUA, que desejassem, pudessem ser vacinados dentro de um mês. Normalmente, não se consegue produzir novas vacinas tão rapidamente e com oferta suficiente para todos. Durante o processo de fabricação, cada etapa deve ser verificada e testada, e os insumos necessários para iniciar o processo podem enfrentar seus próprios gargalos na cadeia de suprimentos. Assim como a escassez de cotonetes e reagentes atrasou a realização dos testes, a escassez de frascos de vidro, biorreatores ou adjuvantes (substância que estimula o sistema imunológico) pode atrasar as vacinas. Por falta de um frasco, pode se perder a vacina. Por uma chance razoável de ter um suprimento substancial de vacinas em 2021, precisamos planejar para ter capacidade suficiente e reforçar as cadeias de suprimentos agora.

Geralmente, para evitar o risco de investir em capacidade que eventualmente se torna inútil, as empresas investem em capacidade em larga escala somente depois que a vacina se mostra eficaz. Porém, no meio de uma pandemia, existem enormes vantagens sociais e econômicas em ter as vacinas prontas para uso assim que aprovadas. Se a deixarmos isso inteiramente a cargo do mercado, receberemos pouca vacina, e de forma tardia.

Um compromisso antecipado de compra para o Covid-19 deve combinar incentivos de “push” e “pull”. O incentivo “pull” é o compromisso de comprar 300 milhões de unidades de vacina a um preço por pessoa de $100, para vacinas produzidas dentro de um prazo previamente definido. Se múltiplas vacinas forem desenvolvidas, o fundo A.M.C. terá autoridade para escolher quais serão adquiridas com base em critérios de eficácia, disponibilidade suficiente para vacinação em determinado prazo, ou da adequação específica para diferentes grupos populacionais. Assim, as empresas competirão para atender os primeiros 300 milhões de pessoas com as vacinas mais adequadas, e o componente “pull” fornece fortes incentivos para maior velocidade e qualidade.

O incentivo “push” garante às empresas o reembolso parcial por capacidade de produção construída ou reaproveitada sob risco além de reembolso parcial à medida que atingem determinados marcos. O reembolso parcial assegura que os fabricantes tenham “pele no jogo”, ao mesmo tempo em que os induz a desenvolver capacidade em larga escala antes que a aprovação seja certa.

O A.M.C. é uma solução ganha-ganha: reduz o risco das empresas para aumentar suas capacidades de produção ou redirecionamento de outras finalidades antes que sejam concluídos os testes da vacina, enquanto concentra o investimento em produtos que as empresas julgam atender às especificações técnicas da vacina. Isso garante que aqueles empreendedores que possuem mais informações e experiência, e estejam em melhor posição para julgar se uma vacina é suficientemente promissora para merecer investimentos em larga escala, tomarão as decisões, além de ter “pele do jogo”.

Assim as empresas também poderão ter certeza que, se desenvolverem um produto de sucesso, o governo não expropriará sua propriedade intelectual ou usará poderes regulatórios para baixar os preços a um ponto em que não possa recuperar seu investimento. Um compromisso antecipado de compra realoca parte do risco para o setor público, ao mesmo tempo em que libera os recursos e a criatividade do setor privado para acelerar a entrega de uma vacina.

Depois que surgiram desafios com a capacidade de fabricação de vacinas em pandemias anteriores, o governo dos EUA construiu instalações para produção de emergência. Embora a capacidade atualmente disponível seja apenas uma pequena fração do que seria necessário para vacinar a população americana de forma rápida, esta fornece um modelo sobre como parte do investimento  necessário pode ser empregado sem o conhecimento completo de qual será a eventual vacina.

Não é suficiente que a economia dos EUA esteja aberta aos negócios. Nossa economia depende de importações, exportações, viagens e turismo. Precisamos proteger os americanos, mas ao ir com tudo, também garantimos que haverá suprimento adequado para vacinar pessoas ao redor do mundo. A vacina bem-sucedida pode não ser fabricada nos EUA. Através de cooperações internacionais para criar capacidade instalada, podemos garantir que os EUA e o mundo recebam a vacina de que todos precisamos, e que a economia global seja reiniciada o mais rápido possível.

A Comissão Europeia, a Fundação Bill & Melinda Gates e outros formaram um ACT (Access to Covid-19 Tools) que é um acelerador para financiar diagnósticos, terapias e tratamentos que buscam arrecadar apenas US $ 8 bilhões. Da mesma forma, os Estados Unidos fizeram investimentos de cerca de US $ 1,5 bilhão no desenvolvimento de vacinas. Precisamos de vários tiros na mesma direção, para que todos esses esforços estejam em sintonia e sejam mais incentivados.

Mas, muito mais é necessário,  e tudo se pagaria por conta própria. O recente anúncio do Presidente Trump da Operação Warp Speed ​​sugere uma disposição de gastar muito mais e acelerar o processo de desenvolvimento – dois pilares fundamentais de uma abordagem bem-sucedida.

Agora é a hora de iniciar a ofensiva. Os Estados Unidos têm uma força tremenda: somos a economia mais inovadora do mundo e temos recursos poderosos em nossos setores governamentais, empresariais e civis. Um compromisso prévio do compra para apoiar o desenvolvimento de vacinas deve ser tratado como um componente crítico nos planos para derrotar o vírus, reabrir a economia e retornar à vida normal mais forte e mais resiliente.

Artigo original publicado no New York Times.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Ensino Superior? Ouse pensar diferente, seja um líder Global. 
Clique aqui e saiba mais!

Leave a comment