Por quê?

Acreditamos na liberdade individual, na responsabilidade e no poder que pessoas livres negociando em livres mercados têm para gerar prosperidade compartilhada e melhorar a condição de vida das pessoas em todo o mundo.

Cremos que a liberdade está na raiz do progresso humano e nós estamos dedicados a realizar na prática o empreendedorismo, a inovação e a criação de valor que fizeram com que, nos dois últimos séculos, a humanidade saísse de uma situação de pobreza quase universal, à rápida elevação dos padrões de vida que vemos hoje nos locais em que estes princípios foram aderidos. 

O nome de nossa instituição é em homenagem ao Prêmio Nobel Friedrich August von Hayek, um dos principais defensores dos ideais de liberdade e paz do século passado. Hayek entendeu que a construção de uma sociedade livre é "uma aventura intelectual, um ato de coragem".

Inspirado pela visão de Hayek, nosso programa educará líderes intelectuais e empresariais de sociedades livres, equipando-os com as competências necessárias para a excelência profissional. 
 

 

Nossa missão

 

Educar líderes éticos e responsáveis que contribuem para um mundo mais livre, próspero e pacífico. 

 

 

Que tipo de líderes?

 

Empreendedores éticos que ousam tentar dispostos a enfrentar o fracasso, e entendem que as buscas pela fama, dinheiro e lucro são virtuosas, desde que sejam realizadas com honestidade, transparência e em benefício mútuo.

Apaixonados – que buscam encontrar seu propósito na vida, apreciam a busca pela excelência como ideal, e que lutem por uma causa nobre.

Responsáveis que se responsabilizarão por suas ações mesmo quando os resultados não vierem como esperados.

Tenazes que sabem que grandes realizações vêm de diversos esforços consistentes, dia após dia, após dia.

Tolerantes que são tolerantes com o próximo e defendem a liberdade de todos os indivíduos no mundo, independentemente de raça, orientação sexual, cultura ou religião.

Independentes – que pensam por si e questionam o consenso, que ousam fazer as coisas de maneira diferente, desafiam o status quo e quebram paradigmas.

Críticos que têm a perspicácia de apreciar a complexidade das relações humanas muito além das histórias simples do bem contra o mal, ou da direita contra a esquerda; e acima de tudo, estão dispostos a ouvir, ser provados errados, e a desafiarem suas próprias crenças.

 

Clique aqui e entenda como

 


 

Para manter-se atualizado sobre nossas ofertas, preencha o formulário abaixo: